Estreia de filme sobre Chico Xavier desperta suspeita de fraudes nas psicografias do médium


Chico Xavier, o médium mais conhecido do Brasil e o principal responsável pela propagação do Espiritismo no país, completaria 100 anos neste 2 de abril. A atuação de Chico Xavier foi decisiva para estimular médiuns e a criação de centros espíritas em uma doutrina que tem apenas 150 anos de história.

Por conta de sua notoriedade, o médium recebeu, em homenagem ao seu centenário, a produção de um filme homônimo baseado na biografia “As vidas de Chico Xavier”, do jornalista e escritor Marcel Souto Maior, que retrata a trajetória de vida de Chico até a chegada ao espiritismo. No cinema de Franca, a estreia aconteceu nesta sexta-feira.

Um breve da história de Chico

Nascido em Pedro Leopoldo (MG) e vindo de família humilde, Chico dizia quando criança que enxergava e conversava com espíritos. Quando sua mãe faleceu, mudou-se para a casa de uma madrinha, onde dizia ter sido muito maltratado. Quando voltou para a casa do pai, Chico passou a trabalhar e estudar.

Às vésperas de completar 18 anos teve o primeiro contato com a sua mãe desencarnada, em uma sessão espírita, sendo que ela recomendou que o filho conhecesse a obra de Allan Kardec, o criador da doutrina. A partir daí, fundou um centro e começou o trabalho de psicografia. Ao todo foram mais de 451 obras psicografadas com mais de 30 milhões de exemplares publicados em mais de 10 línguas, inclusive braile, cujos direitos autorais foram cedidos para organizações espíritas e instituições de caridade, além de ultrapassar a margem de 10 mil cartas de falecidos psicografadas.

Por conta de sua opção de transitar e desvendar os mistérios entre a vida mundana e a vida espiritual, Chico foi diversas vezes acusado de charlatanismo. Até os dias de hoje, ainda existem dúvidas sobre a veracidade de suas obras. Ainda no início de sua trajetória, muitos diziam que logo sua máscara cairia. Para isso Chico respondia “nunca irei cair, pois jamais me levantei”.

Uma das psicografias mais conhecidas de Chico Xavier, inclusive internacionalmente, foi a que inocentou uma pessoa acusada de matar o melhor amigo, durante um julgamento em Goiânia, no ano de 1979. O depoimento psicografado da própria vítima, feito por Chico, foi considerado como prova válida e, segundo ele, o tiro que causou sua morte teria sido acidental.

Chico Xavier desencarnou em 2002, aos 92 anos, em decorrência de problemas cardíacos.

Fonte: Yahoo

http://yahoo.estrelaguia.com.br/astrologia/artigos/1519/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s