Ciência e fantasia qual o limite?


Dr. Octopus do filme Homem-Aranha (Foto: Divulgação)

Dr. Octopus do filme Homem-Aranha (Foto: Divulgação)

O jornalista argentino Juan Scalliter escreveu o livro “A Ciência dos Superpoderes”. A proposta é saber quais superpoderes são possíveis e quais são apenas ficção. São 60 personagens variando entre super-heróis, anti-heróis e vilões.

Scalliter consultou mais de 20 cientistas para poder escrever as 266 páginas do livro com embasamento teórico e empírico e deixar o trabalho com um tom mais sério. Curioso também é o fato do escritor ter consultado um jogador de futebol que foi Campeão do Mundo de Futebol para Cegos para escrever sobre a personagem da Marvel Comics, “Demolidor” – Daredevil no original.

Um exemplo de que superpoderes são possíveis é o clássico vilão do Homem-Aranha, Dr. Octopus, que recebeu o nome por portar um exoesqueleto em forma de tentáculos que são controlados pelo cérebro. Isto se tornará realidade graças ao neurologista brasileiro Miguel Nicolelis que está correndo contra o tempo para que o primeiro toque de bola da Copa do Mundo no Brasil seja dado por um portador do primeiro membro mecânico controlado pelo cérebro através de impulsos eletromagnéticos, as sinapses.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s