5 pesquisas com descobertas óbvias


(Fonte: Popsci)

(Fonte: Popsci)

As pesquisas cientificas geralmente servem para descobrir e provar o novo, o incomum e até mesmo o inimaginável. Entretanto, existem cientistas que, seja pela falta de um projeto de pesquisa de qualidade, seja para não perder os recursos investidos por terceiros, ou até mesmo por “preguiça mental”, produzem estudos científicos que as estatísticas, o cidadão comum e o cotidiano poderiam facilmente comprovar, sem a necessidade de se ficar horas estudando, experimentando e analisando.

Veja a seguir 5 pesquisas que não precisavam ser feitas para se descobrir o óbvio. A primeira delas aconteceu na University of Wisconsin e comprovava que jovens que tem problemas de bebida são mais suscetíveis a se machucarem. A pesquisadora Marlon Mundt utilizou dados da College Health Intervention Projects e fez uma pesquisa com 12.900 estudantes com problemas de bebida.

Uma pesquisa realizada da University of Toronto através de 3 experimentos com 305 assuntos diferentes tinha o intuito de descobrir se consumir os chamados “produtos verdes” faria de seus consumidores pessoas melhores. A pesquisa descobriu que os “hipsters sustentáveis” criam um complexo de superioridade perante as outras pessoas e muitos deles caem na hipocrisia.

Jean Twenge da San Diego State Univesity e sua equipe ao examinar dados da pesquisa Monitoring The Future avaliaram que as pessoas da geração Y querem trabalhar menos, ganhar mais, além de valorizar mais seu tempo livre do que as gerações anteriores. Como se isso não fosse o desejo da maioria das pessoas, trabalhar pouco, ganhar bem e ter mais tempo livre para aproveitar a vida.

Não é novidade para ninguém que quem fala ao celular enquanto dirige diminui a atenção e pode causar acidentes. Mas pesquisadores da University of Utah observaram 200 voluntários em simuladores de condução enquanto eram dadas a eles problemas de matemática e exercícios memorização de palavras por celular, enquanto seguiam outro carro. 97,5% das pessoas falharam pelo menos em 1 das tarefas.

A pesquisa mais absurda foi a que comprovou que as pessoas são mais felizes no fim de semana. Sério?! Não diga! Uma pesquisa realizada durante 21 dias, 74 pessoas preenchiam questionários 3 vezes por dia que lhes perguntavam como estavam seu humor e seu bem-estar físico descobriu que as pessoas são mais felizes durante a sexta-feira anoite até domingo à tarde.

Fonte: Popsci

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s