Músicas de protesto – 1º parte


(Fonte: Gettyimages)

(Fonte: Gettyimages)

Os protestos que vêm ocorrendo em todo Brasil são o exemplo de insatisfação com o governo e a falta de zelo por políticas públicas de qualidade. São tantas reivindicações que é difícil formular uma pauta com itens bem delimitados.

Para embalar e conscientizar os manifestantes e toda a população, o Se Liga traz uma lista de músicas de protesto de artistas brasileiros. Hoje e amanhã antes de Franca sair às ruas, ouça as músicas, leia as letras e saiba o contexto em que elas foram escritas, pois é através da história e da cultura que somos capazes de entender os fatos que estão ocorrendo atualmente.

“Vem Pra Rua” – Henrique Ruiz Nicolau

O “hit” dos protestos em todo Brasil, ao contrário do que se pensa, não foi composta por Falcão, vocalista da banda O Rappa. A música é do produtor musical Henrique Ruiz Nicolau e foi composta para um comercial da multinacional automobilística Fiat. Foi o último trabalhado do produtor na produtora S de Samba. A proposta era compor uma música que embalasse a Copa do Mundo como o hit Festa da cantora Ivete Sangalo, que embalou o pentacampeonato.

Entretanto, começaram a surgir vídeos com imagens dos protestos, embalados por tal música a qual veio a se tornar o hino dos “protestos” em todo país. O termo protesto está entre aspas porque a música acabou por transformá-lo, em algumas cidades, em uma festa na rua. Outro problema é que, na maioria das cidades, o protesto se tornou um movimento ufanista e antidemocrático – aproveitando a falta de foco e de uma pauta bem definida dos protestantes -, pois o que era um movimento apartidarismo se transformou em um movimento antipartidário e isso não pode acontecer em um país democrático.

“Que País É Esse” – Renato Russo

Sem dúvida uma das maiores músicas de protesto que este país já conheceu. Esta música concretizou o sucesso da Legião Urbana e de Renato Russo, um dos maiores compositores de seu tempo. Composta no período de transição e redemocratização do Brasil, “Que País É Esse” voltou com força a ser postada e compartilhada nas redes sociais por causa dos protestos atuais.

“Vossa Excelência” – Titãs

O Titãs, no final da década de 80, lançou várias músicas de revolta, seja contra o sistema, o Estado, a polícia ou a igreja e a religião. Um pouco deste espírito protestante voltou à tona na música Vossa Excelência (2005) composta para criticar o mensalão e toda a corrupção que assola o país. Depois de 8 anos, a música ainda é atual e serve como um ótimo protesto contra a imoralidade dos políticos.

“Até Quando Esperar” – Plebe Rude

Essencialmente punk, a Plebe Rude explodiu nas rádios com esta música. É uma das maiores bandas de Brasília junto ao Legião Urbana e Capital Inicial. O seu primeiro disco foi produzido por Herbert Vianna e foi considerado um dos melhores discos da música brasileira pela revista Rolling Stones. O período é o da redemocratização do Brasil e mostra a indignação contra a pobreza e o desdém dos políticos com relação à sociedade brasileira.

“Refuse/Resist” – Sepultura

O cd Chaos AD do Sepultura saiu em 1993 e conquistou de cara o mercado externo. Com letras sombrias, de protesto, questionadoras e fora do censo comum da época, o Sepultura elevou o nível de qualidade do Thrash Metal mundial e vendeu mais de 1 milhão de cópias. A temática do álbum traz questionamentos existenciais importantes para entender a realidade atual. Refuse/Resist descreve muito bem os fatos ocorridos nos protestos da última semana. Vale a pena conferir.

2 pensamentos sobre “Músicas de protesto – 1º parte

  1. Ta faltando ae:

    Perfeição – Legião Urbana
    Calm Like a Bomb – Rage Against the Machine
    Pra não dizer que não falei das flores – Geraldo Vandré.
    Revolution – The Beatles

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s