Aprenda a recuperar o frio na barriga de início do relacionamento


Para tirar o relacionamento do tédio e da rotina não é preciso muito esforço. Com apenas algumas atitudes simples você pode recuperar a paixão do início da relação – como sentir aquele friozinho na barriga! – e transformar o seu namoro ou casamento em um parque de diversões. Saiba o que fazer:

Não o chame de querido!

Apelidinhos, como docinho, podem ser fofos. Mas não são sexy. O nome representa a individualidade da pessoa e também o gênero. Por isso ainda é a melhor forma de se referir ao parceiro, principalmente na hora H. Usar apelidinhos faz com que o homem fique assexuado, quase um ursinho de pelúcia, não alguém com quem você quer chegar lá.

Dê um basta nas infantilidades

Às vezes não percebemos quanto o tom de voz que usamos com o outro é importante. Falar como criança infantiliza a relação. Muitas vezes a crise de “nhemnhemnhem” é disparada pela chegada do primeiro filho. Aí você vira mãezinha e ele paizinho. Lembre-se: vocês são mãe e pai só dos filhos.

Feche a porta do banheiro

Intimidade demais é ruim, pode denotar desleixo. Por mais que você se sinta à vontade com seu parceiro, não permita que ele veja você passando fio dental, cortando as unhas do pé, depilando-se. Quando se vive na mesma casa, é um pouco difícil evitar certas situações ruidosas ou malcheirosas.

Olhe nos olhos do seu homem

Nossa forma de comunicação mais básica e poderosa é o olhar. Estamos tão ocupadas que esquecemos quão importante é essa conexão silenciosa para o casal. A troca de olhares deve começar antes de ir para a cama. A história de que a taxa de natalidade caiu depois da invenção da televisão tem muito de verdadeira. Na cama, muitos dos desejos podem ser transmitidos pelo olhar. É bem mais sedutor.

Fale muita sacanagem!

Mas vá com calma. Não passe de uma hora para outra do querido ao vagabundo. Tente algumas fases intermediárias. Aos poucos, você pode incorporar o vocabulário de forma natural. Isto é importante: se as palavras ou o comportamento não soarem genuínos, o tesão vai embora.

Discuta, discorde, argumente mais

Um pouco de desacordo faz bem. Quantos casais não elegem a cama como tribunal de reconciliação? Mas nem precisa ir tão longe para tirar vantagem dessa dica. É preciso um pouco de fricção no relacionamento para mantê-lo excitante. É claro que qualquer discussão deve preservar o bom nível e o respeito.

Fonte: abril

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s